Plantamed
Última Revisão: 14/09/2014 16:28:55
PÁGINA INICIAL * Plantas por Nomes: POPULARES / CIENTÍFICOS.
Fotos por Nomes: POPULARES / CIENTÍFICOS * GÊNEROS * GLOSSÁRIO * DIVERSOS * PRODUTOS FITOTERÁPICOS

FITOCIÊNCIA: GLOSSÁRIO das palavras começadas com ´J´, ´K´, ´L´ e ´M´.

Males e Doenças e Indicações Terapêuticas.
A|A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M|N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Z

Click na letra (acima) correspondente à primeira letra do nome que você procura.


JUNÇÃO ESTREITA: zonula occludens; junção oclusiva; especialização de membrana plasmática que se forma entre duas membranas adjacentes ao aderirem entre si, criando uma barreira contra a difusão.

JUNÇÃO INTERMEDIÁRIA: zonula adherens; estrutura parecida com desmossomo, onde algumas regiões da membrana adjacente se contatam em alguns pontos.

KLINEFELTER, síndrome de: aberração cromossômica causada por trissomia no par cromossômico sexual (47,XXY). Principais características: estatura alta com membros alongados. Infertilidade e pouco desenvolvimento dos testículos e do pênis. Ginecomastia e caracteres sexuais secundários pouco desenvolvidos. Esta síndrome gera apenas indivíduos do sexo masculino e está presente na proporção de 1/600.

LABIRINTITE: inflamação do labirinto do ouvido interno, que provoca instabilidade do equilíbrio do corpo; flores de violeta (um punhado), flores de cravo-de-defunto-de-jardim (um punhado), louro (o tempero), um punhado de erva-melissa ou erva-cidreira (um punhado), folhas de laranjeira (um punhado), ferve-se tudo com um litro de água, que dê uma garrafa ao todo. Toma-se a dose de 3 cálices. 3 vezes ao dia. Ginkgo-biloba.

LACTAÇÃO: formação, secreção e excreção do leite; anis, beldroega, óleo de borragem, cerefólio, funcho, hortelã.

LANCEOLADO: na forma de lança.

LANOLINA: cera formada por mistura complexa de ésteres e poliésteres (usada como excipiente para cremes, xampus, pomadas etc.); gordura obtida da lã do carneiro.

LAQUÊ: produto para vaporizar o cabelo para fixar o penteado.

LARINGITE: inflamação da mucosa da laringe; fazer um chá bem forte para gargarejes frequentes de 2 em 2 horas com umas das plantas: alcaçuz-da-europa, alfazema, amora, angélica, angico, arnica, avenca, caqui, caincá, cambará, barba-de-bode, casca-de-anta ou catáia, cedro, dorme-dorme, erva-dutra, óleo de eucalipto, goiaba, gerânio, hortelã, malva, rosa, romã, sálvia, sabugueiro, tansagem, tussilago, urtiga, violeta, verbasco. Própolis. Para inalações são boas: avenca, cambará, Óleo de Alho, casca-de-anta, crisântemo, hortelã, óleo de menta, malva, erva-de-santa-maria, canforeira, erva-macaé. violeta, Gengibre, cravo-de-de-funto. Também dão resultados os gargarejos com uma solução de meia colherinha de bicarbonato de sódio em um copo de água quente. Inalar o vapor de plantas medicinais, à noite. Ao deitar-se aplicar uma compressa fria termógena, à garganta; se a rouquidão não passar nem melhorar dentro de alguns dias, consultar o médico.

LAXANTE SUAVE: laxativo leve; que provoca a evacuação, mas de forma suave; o mesmo que laxativa porém com efeito leve; vinagreira, Cáscara-Sagrada.

LAXANTE: laxativo; provoca a evacuação; azeitona preta; batata-de-purga, cáscar-sagrada, óleo de rícemo, Espinheira-Santa, gergelim, hibisco, mertiolate, Alcachofra, Hepatozan (Alcachofra), Sene, Cáscara-Sagrada, agar-agar, açafrão, óleo de linhaça, Fibras de trigo, clorofila, óleo de germe de trigo, granola, mel puro, cereais, fucus, altéia, anil, bardana, babosa, cainca, camomila-da-alemanha, capuchinha grande, caruru-bravo, fedegoso, guapeva, manacá, marinheiro, pinhão-do-paraguai, sensitiva. Compressas frias termógenas. alcaçuz, anis-verde, ameixa (comê-la ou tomar chá dela seca), banana madura com leite de manhã, canjerana, casca-de-anta, chicória, cinamomo (folhas), corticeira (folhas), dente-de-leão, dorme-dorme, esfregão, gervão, mãe-de-família, pepino (um copo de suco sem casca), pessegueiro (folha), ruibarbo, sabugueiro, sopa de aveia com leite quente, seguir regime de frutas e verduras, tomar mais água cedo e durante o dia, taiuiá. Evitar as plantas adstringentes.

LENITIVO: calmante; que acalma e seda as dores e irritações da pele.

LENTICELA: são aberturas (rachaduras) no ritidoma (casca) dos vegetais. Estas aberturas possibilitam a troca gasosa na região.

LEPRA: elefantíase-dos-gregos; gafa; gafeira; gafo; guarucaia; hanseníase; lazeira; leprose; macota; macutena; mal; mal-bruto; mal-de-cuia; mal-de-lázaro; mal-de-são-lázaro; mal-do-sangue; mal-morfético; morféia; doença infecciosa crônica causada pelo Mycobacterium leprae ou bacilo de Hansen, que se inicia, após uma incubação muito lenta, por pequenas manchas despigmentadas onde a pele é insensível e não transpira, e evolui para a forma tuberculosa (a mais comum), lepromatosa ou ainda intermediária; doença dos hansenianos; agrião (chá), carqueja, coro-onha (pó da semente, uma colher de café diluído em água quente e tomar só frio), embira (lavar), Espinheira-Santa (tomar e lavar as feridas), espinheira-maricá (chá das folhas), espada-de-São-Jorge (cozinhar as folhas ou partes e lavar as feridas), imbiri (chá das folhas), limão (suco tomar), mururé (lavar), pau-pombo (chá das cascas), pita (tomar o chá de um pedaço de um gomo de laranja e fazer ainda banhos com a água do cozimento), unha-de-anta (chá), Unha-de-Gato. Consultar o médico.

LER: Garra-do-Diabo.

LETARGO: sono pesado de que o indivíduo acorda dificilmente; salva-do-rio-grande-do-sul.

LEUCEMIA: doença progressiva do homem e de outros animais de sangue quente, que se caracteriza pela proliferação descontrolada, isto é, cancerosa, de células precursoras (blastos) dos glóbulos brancos normais na medula óssea e no sangue; leucose; doença que muitos chamam de câncer no sangue; É constatado um aumento exagerado de glóbulos brancos; alfafa (chá), erva-santa-maria (tomar o chá aumentando-o aos poucos), buva conhecida também por voadeira (chá 3 vezes ao dia), pervinca (tem de ser usada no começo bem fraca como chá, aumentando a dose aos poucos ela reduz os glóbulos brancos e é eficaz em feridas cancerosas, doenças malignas dos gânglios, tuia (chá, útil nesta doença), chá de são-roberto (gerânio - Geranium robertianum); alimentação natural e água ferruginosa a vontade.

LEUCÓCITO: glóbulo branco; a célula branca do sangue; há diversos tipos de leucócitos, entre os quais podem ser citados os neutrófilos e os linfócitos; sua função é a defesa do organismo (fagocitose e produção de anticorpos).

LEUCOCITOSE: aumento da taxa sangüínea de leucócitos; Óleo de Alho.

LEUCOPLASTO: plastídio incolor presente nas células dos tecidos internos não expostos à luz, como nos tubérculos, raízes etc., e que pode, sob condições específicas, converter-se em cromoplasto, amiloplasto ou eleoplasto; leucoplasta, leucoplastídio.

LEUCORRÉIA: corrimento branco da vagina ou do útero, resultante de infecções por bactérias, fungos ou protozoários, conhecido vulgarmente pelo nome de flôres-brancas; agoniada, alfazema, algodoeiro, amor-do-campo, barbatimão, batata-de-purga, buranhém, cabeça-de-negro, cana-do-brejo, cruá, eucalipto, jaborandi, jambolão, jequitibá, joão-da-costa, limão, losna, mangue-vermelho, maraviha, marupá, melão-de-são-caetano, óleo-de-copaíba (gotas), pariparoba, raiz de anil, tejuco, timo, umbaúba, urtiga-branca; verna. Para evitar a reincidência: Equinacea purpurea.

LEVEDURA: designação geral de determinados tipos de fungos.

LIBIDO, falta de: , Panax ginseng, Ginseng-Brasileiro, Guaraná.

LIENTERIA: diarréia em que as substâncias ingeridas são eliminadas sem ser digeridas; louro-prêto.

LINFA: líquido orgânico transparente originado do sangue, composto de proteínas e lipídios, que circula nos vasos linfáticos e transporta glóbulos brancos, especialmente linfócitos T.

LINFANGITE: inflamação dos vasos linfáticos; limão.

LINFATISMO: estado que se caracteriza pela palidez da pele, falta de resistência dos músculos e aumento do volume dos órgãos linfáticos; estado constitucional mal definido, no qual o sistema linfático ganglionar é anormalmente desenvolvido sob a influência de uma diátese ou de uma infecção crônica, em geral tuberculose; limão, Juglans regia NOGUEIRA, Rumex acetosa AZEDINHA, Lepidium sativum MASTRUÇO.

LINFÓCITO: leucócito mononuclear, formado principalmente no tecido linfóide, de núcleo geralmente redondo ou ligeiramente denteado.

LIPOLÍTICA: dissolve as moléclas de gordura.

LÍQUEN: divisão do reino vegetal que reúne organismos formados pela associação simbiótica entre um fungo, frequentemente ascomiceto, e uma alga verde ou azul, de talo predominantemente constituído pelo fungo, com as células algais dispostas em uma camada interna ou dispersas no tecido fúngico (vivem geralmente sobre o solo, rochas e cascas de árvores e arbustos, em uma grande variedade de clima; certas spp. muito sensíveis à poluição atmosférica são usadas como um indicador de poluição e algumas spp. têm uso comercial, na extração de corantes e de antibióticos; a classe foi estabelecida antes dos liquens serem considerados fungos especializados, mas, como sua classificação ainda é incerta, é mantida dentro da botânica por conveniência); associação de algas e fungos em relação mutualística; sobrevivem onde nem o fungo nem a alga sobrevivem sozinhos.

LÍQUIDOS: Produto para diminuir a retenção de líquidos: abacateiro, abacaxi, abútua, acariroba, Alcachofra, Hepatozan (Alcachofra), alcaçuz, algodoeiro, anil, aperta-ruão, agrião, alfavaca, alfazema, amor-do-campo, angélica, bananeira-do-mato, bardana, beldroega, begônia, bromil, cabelo-de-milho, cainca, cálamo-aromático, cana-de-macaco, capeba, capim-santo, carnaúba, Castanha da Índia, cipó-chumbo, coração-de-jesus, cana-do-brejo, chá-mineiro, capim-cidreira, caité, caroba, carqueja, carrapicho, Cavalinha, chapéu-de-couro, cipó-prata, cípó-cabeludo, cipó-cravo, coentro, cominho, congonha-de-bugre, congonha-do-campo, cordão-de-frade, dente-de-leão, douradinha-do-campo, embaúba, erva-de-bicho, erva-de-bugre, erva-de-cobra, erva-mate, erva-pombinha, erva-tostâo, Espinheira-Santa, estigmas-de-milho, fedegoso, funcho, Panax ginseng, Ginseng-Brasileiro, Garra-do-Diabo, guaiaco, hera-terrestre, imbiri, jatobá, jurubeba, lágrimas-de-nossa-senhora, Jasminium arabicum, louro, louro-prêto, lúpulo, manacá, Maracujá, maravilha, óleo de borragem, Óleo de Alho, oregano, paracari, parietária, pariparoba, parreira-brava, pata-de-vaca, perna-de-saracura, picão, panacéia, picão-da-praia, pipi, picão-da-flor-grande, porangaba, quebra-pedra, sabugueiro, salsa, salsaparrilha, sapé, sete-sangria, tarumã, tília, trapoeraba, trevo-cheiroso, rabanete, rabo-de-arara, Unha-de-Gato, urtiga, umbaúba, ulmária, urinária, uva-do-mato, uva-ursina, tribulus terrestris, velame-do-mato, verônica, vinagreira, (diurético suave).

Lise: declínio gradual dos sintomas de uma moléstia, esp. de doenças agudas; queda gradual de febre; afrouxamento, deslocamento, destruição de aderências de um órgão; desintegração ou dissolução de elementos orgânicos (tecidos, células, bactérias, microrganismos) por agentes físicos, químicos ou enzimático.

LISOSSOMO: organela presente no citoplasma de célula eucariontes, responsável pela digestão intracelular.

LITÍASE biliar: litíase biliar; presença de cálculos nas vias biliares; concreção formada na vesícula biliar ou nos ductos biliares; Nasturtium officinale AGRIÃO, Boldo-do-chile, bardana, Baccharis crispa CARQUEJA, hortelã, limão, quebra-pedra, tamarindo, verônica, Lecitina de Soja, Lecitina de Soja Phytomare, erva-pombinha, erva-tostão, jurupitan, parietária, papiparoba, Berberis vulgaris UVA-ESPIM, Taraxacum officinale - DENTE-DE-LEÃO.

LITÍASE renal: formação de areias ou cálculos nos rins; concreção nos rins; abútua, agrião, cana-do-brejo, quebra-pedra, uva ursina, chapéu-de-couro, bardana, limão, urtiga-vermelha, verônica, parietária, Cavalinha. Regime de cereais e leite. Beber água em abundância, Lecitina de Soja, Lecitina de Soja Phytomare, arnica-do-mato, douradinha-do-campo, erva-pombinha, estigmas de milho, salsaparrilha, Sambucus nigra SABUGUEIRO, Berberis vulgaris UVA-ESPIM, tribulus terrestris.

LOCUS: local ou posição dos gens no cromossômo.

LOMBRIGA: designação comum aos vermes nematódeos parasitas do intestino, ceco e apêndices, especialmente do homem; verme nematódeo (Ascaris lumbricoides) da família dos ascaridídeos, cosmopolita, que parasita o intestino do homem, porco e carneiro; possui cor amarelada clara com quatro estrias longitudinais, a fêmea mede de 20 cm a 40 cm de comprimento e o macho é muito menor; abacate (10g de casca verde da fruta), abóbora (50g a 90g de semente trituradas com 100g de açúcar e 150ml de leite ou então fazer chá da semente), arruda (20g para crianças, pôr sobre o ventre), alho (cru ou com leite), amoreira-preta (chá da casca ou da raiz), araticum (chá das folhas ou das cascas do tronco), artemísia (folhas ou flores), babosa (chá), beijo-de-moça (sementes), butiá-de-vinagre (comer a fruta), buxo (uma xícara de chá feito de tantas folhas quantos anos a pessoa tenha, mais dez, nunca passando de 40 folhas. Tomar em jejum de manhã, uma vez por semana e três semanas seguidas. Durante o dia, tomar um depurativo do sangue como das folhas de laranja-do-mato ou cruzeiro), beldroega (pôr 1/5 de uma garrafa de semente e o resto vinho bom e após 9 dias tomar um cálice por dia e 8 dias seguidos), erva-gorda (o mesmo), cajueiro (fruto), camomila (50g), canforeira, carqueja, casca-de-anta ou cataia, catinga-de-mulata, cipó-d'alho, cipó-escada com salsa e cabelo-de-porco, cinamomo (chá das sementes ou folhas), coco (leite), corticeira, couve (suco das folhas), cravo-de-defunto ou chinchílho (a flor), erva-de-bicha ou erva-de-santa-maria é uma das ervas mais usadas contra os vermes (o suco ou semente com gemada, chá das folhas em leite ou em água), erva-de-bicho, fedegoso (raiz), feto-macho (30g do pó da raiz), gameleira (leite contra vermes e com maior dose, tênia), guaxuma (semente), Guaco, hortelã, limão (chá da semente ou da casca ralada), quebra-pedra (em leite), mamoeiro (o leite, 10 a 24 sementes por vez, 33g da raiz ralada: tomar no espaço de uma hora), melão-de-são-caetano (folhas e suco), mentruz (chá), pessegueiro (pôr folhas esmagadas em cataplasma sobre o ventre da criança), outra maneira de usar é 2g de folhas numa xícara de leite, pitanga, rábano (semente), rabanete (semente), mamona (3 a 4 sementes), melancia (semente), manga (brotos e amêndoa), romanceira (50g da casca do pé ou raiz), tremoço (semente), Óleo de Alho, erva-de-bicho, romã (casca), simaruba. As gestantes devem tomar cuidado em tomar vermífugos porque podem afetar o feto, a não ser usar alho, mentruz, hortelã, arruda, artemísia, beldroega, camomila-da-alemanha, centáurea-do-brasil, centáurea-menor, erva-de-santa-maria, fedegoso, gameleira, hortelã, hortelã peluda, hortelã rasteira, jatobá, limão, lombrigueira, marupá-do-campo, pau-dálho, persicária.

LUBRIFICANTE: substância que umidifica e unta os tecidos.

LUMBAGO: dor forte e repentina na região lombar; Garra-do-Diabo, Thymus vulgaris - TOMILHO, Viscum album VISCO-BRANCO, Beta vulgaris BETERRABA, Echinodorus macrophyllus CHAPÉU-DE-COURO, Turnera ulmifolia DAMIANA, Solanum tuberosum BATATINHA, Avena sativa AVEIA, Chamomilla recutita CAMOMILA. Compressas quentes na região lombar durante 15 minutos, de duas em duas horas.

LÚPUS ERITEMATOSO: doença do tecido conjuntivo, de origem desconhecida, ubiquitária, que apresenta sinais gerais (febre, emagrecimento, astenia) e manifestações cutâneas, cardiovasculares, renais, nervosas e articulares, dentre outras.

LÚPUS VULGAR: forma de tuberculose cutânea.

LÚPUS: lupo; afecção cutânea tubecular de tendência invasora e destrutiva chamada outrora dartro avermelhado; lesão cutânea, destrutiva, semelhante a mordida de lobo. Centella asiatica - CENTELA, Aristolochia trilobata ANGELICÓ.

LUXAÇÃO: deslocamento de peças ósseas, modificando as relações naturais de uma articulação. Chenopodium quinoa QUINOA, Solanum tuberosum BATATINHA.

MÁ CIRCULAÇÃO: açafrão, algodão (folhas), chá-de-bugre, casca-de-anta, douradinha, erva-mate, erva-de-santa-maria, alecrim, anil, camboatá, erva-cidreira, erva-lanceta, laranjeira (folhas), hortelã, salva, urtiga, tajubí (casca), tarumã, verbena, arnica, margarida (folhas), Coffea cruda, Guaraná, quassia, baúna, porangabá, congonha-de-bugre, douradinha-do-campo, erva-de-bicho, erva-mate, garaná, Jasminum arabicum, piper, Castanha da Índia, parietária, arnica, Óleo de Alho, Ginkgo-biloba, Panax ginseng, Ginseng-Brasileiro, carqueja, óleo de germe de trigo.

Má DIGESTÃO: Alcachofra, Hepatozan (Alcachofra), alfazema, Boldo-do-chile, camomila, carqueja, fedegoso, Gengibre, losna, noz-moscada, marcela, jatobá, hisopo/rubim, manjerona, centella-asiatica, açafrão, agrião, alecrim, alfavaca, anis, azedinha, bardana, camboatá, capim-cidreira, carrapicho-rasteiro, casca-de-anta, cebola, cipó-mil-homens, fel-da-terra, gervão, corticeira, endro, erva-cidreira, Espinheira-Santa, funcho, jurubeba, laranjeira-do-mato, louro, mamão, Maracujá, maria-mole, paratudo, picão, pita, quássia, quina, salsa, salva, Sene, laranjeira-brava, urtiga-vermelha, anis-estrelado, artemisia (Artemisia annua), bálsamo, erva-mate, estragão, louro, tanaceto, Levedo de Cerveja.

MACERAÇÃO: o material é esmagado ou triturado e deixado em água fria (ou outro líquido especificado, normalmente alcólico, tipo vinho, cachaça, álcool de cereais, etc.), de 6 a 12 horas, se for tenro, se for duro pode durar mais tempo.

MACULA ADHERENS: estrutura presente na membrana plasmática e que mantém unidas células epiteliais; desmossoma.

MAL DE POTY: doença das vértebras. Manifesta-se principalmente nas crianças e adolescentes. Não é mais que uma cárie, osteíte difusa, rarefaciente e necrosante, a maior parte das vezes de origem tuberculosa, de uma ou mais vértebras; viver ao ar livre. Tomar banho de sol. Comer alimentos crus (frutas e verduras) em abundância. Consultar um médico.

MALÁRIA: febre palustre, maleita-brava; paludismo, impaludismo; maleita; doença aguda ou crônica causada pela presença de parasitos apicomplexos do gênero Plasmodium nos glóbulos vermelhos do sangue; é transmitida de pessoa infectada a pessoa não infectada pela mordida de mosquitos do gênero Anopheles e caracteriza-se por acessos periódicos de calafrios e febre que coincidem com a destruição maciça de hemácias e com a descarga de substâncias tóxicas na corrente sangüínea ao fim de cada ciclo reprodutivo do parasito; Alcachofra, Hepatozan (Alcachofra) (chá), carqueja, chá-preto, buxo, cipó-mil-homens, erva-tostão, óleo de eucalipto, fedegoso (raiz), gervão, nogueira (chá), pau-pereira, peroba-rosa (casca), picão-da-praia (chá), quina, quina-amarga, pau-amargo, quebra-pedra, salgueiro-branco, sálvia (chá); agoniada, angélica, angelicó, caferana, capim cidreira, cardo-santo, cascarilha, centáurea-do-brasil, centáurea-menor, coerana, coração-de-jesus, eucalipto, juazeiro, jurubeba, limão, marupá, mil-em-rama, tinguaciba, três-folhas-vermelhas, verônica. Fazer jejum durante 7 ou 8 dias, pelo menos, não tomando nenhum alimento. Tomar purgante e lavagem intestinal diariamente. Nos primeiros 3 dias de tratamento, tomar duas lavagens intestinais diárias, uma de manhã e outra à noite. Espremer, na água de cada lavagem, o suco de 2 limões. Tomar diariamente um banho de vapor. Tomar, de 2 em 2 horas, meia xícara de suco de limão diluído em água, meio a meio. Quando há calafrio, tomar banho quente completo; quando há sensação de calor, tomar banho de chuveiro em água fria. Com este tratamento pode curar-se a doença dentro de poucos dias. Procurar um médico. Para repelir os insetos causadores: repelente de insetos.

MAL-DE-BRIGHT: parietaria, cana-do-brejo, óleo de borragem, erva-tostão, eucalipto, limão, Alcachofra, Hepatozan (Alcachofra), Pilocarpus jaborandi. Tomar água em abundância e chamar o médico, tomar banho quente todas as noites, antes de deitar-se. Regime de frutas e verduras. Tomar sucos e água em abundância, a menos que haja edemas.

MAL-DE-PEDRA: cálculos na bexiga; agrião, bardana, limão, quebra-pedra, verônica, congonha-de-bugre, erva-pombinha, karatá, Cavalinha, Alcachofra Austen, Berinjela. Tomar banhos quentes alternados.

MALEITA: Ver MALÁRIA, acima.

MANCHAS da pele: acariçoba, arrebenta-cavalo, celidônia, cipó cabeludo, maravilha, mil-em-rama, Óleo de Alho Herbarium, Óleo de Alho Phytomare, Ginkgo-biloba. Ver pele.

MASSA MAGRA: Produto para preservar a massa muscular magra, em atividades intensas.

MASTALGIA: mastodinia; dor nevrálgica da mama; Óleo de Prímula, Triticum repens GRAMA, Melissa officinalis ERVA-CIDREIRA.

MASTIGÓFOROS: flagelados; classe de protozoários cujos representantes se locomovem por meio de flagelos.

MATÉRIA ORGÂNICA: resíduos vegetais em decomposição.

MAU HÁLITO: halitose; fazer bochechos, gargarejos com o chás de: aperta-ruão, cebola, erva-doce, hortelã, óleo de eucalipto, erva-de-santa-maria, limão, Artemisia absinthium - LOSNA, amoreira (folhas), Citrus auratium var. bergamia BERGAMOTA, Juniperus communis ZIMBRO, Thymus vulgaris - TOMILHO, salva, noz-moscada, Gengibre, Malva sylvestris MALVA, Myristica bicuhyba NOZ-MOSCADA, Myristica fragans NOZ-MOSCADA, Piper aduncum L. - PIMENTA-DE-MACACO, Geum urbanum ERVA-BENTA, Mentha piperita HORTELÃ-PIMENTA, Jacaranda copaia ssp. spectabilis CAROBA, sálvia, cravo da índia, Curcuma zedoaria ZEDOÁRIA, Glycyrrhiza glabra, Carvão Vegetal, zedoária, clorofila, Própolis. Mascar algumas folhas de ervas aromáticas.

MEIOSE: processo de divisão celular pelo qual uma célula diplóide origina célula haplóides; é um processo que reduz o número cromossômico (divisão reducional).

MELANCOLIA: estado mórbido caracterizado pelo abatimento mental e físico que pode ser manifestação de vários problemas psiquiátricos, tendendo hoje a ser considerado mais como uma das fases da psicose maníaco-depressiva; estado afetivo caracterizado por profunda tristeza e desencanto geral; depressão; kawa-kawa, erva-de-são-joão, hipérico, Óleo de Alho Herbarium, Óleo de Alho Phytomare, Panax ginseng, Ginseng-Brasileiro, pfaffia paniculata, cevada, alface, Angelica archangelica - ANGÉLICA, Vanilla planifolia BAUNILHA, Dioscorea sylvatica var. sylvatica BATATA-MEXICANA, Lagenaria vulgaris CABAÇA, Aloysia triphylla LIMONETE, figo (folha), margarida, meliloto, salgueiro-branco, sálvia, Melissa officinalis ERVA-CIDREIRA.

MELANÓCITO: células de melanina.

MEMBRANA NUCLEAR: camada fina de tecido que recobre uma superfície, forra uma cavidade, divide um espaço ou órgão ou une estruturas adjacentes; meio poroso através do qual fluem substâncias que podem ser separadas ou concentradas por osmose, diálise, filtração etc.; carioteca.

MEMBRANA PLASMÁTICA: plasmalema; fina película lipoprotéica que delimita todos os tipos de células vivas.

MEMBROS: cada um dos quatro apêndices do corpo de alguns animais e do homem, providos de articulação e movimento e ligados ao tronco em pares simétricos, cujas funções principais são as de locomoção e, especialmente nos primatas, de preensão; pernas e braços.

MEMBROS, edemas (inchaço) das pernas ou pés: abacateiro (chá), abóbora (chá), angico, aroeira (fricções e chá), banana-de-mico (banhos), barba-de-velho, cabacinha (chá e banhos camomila, Cavalinha (chá e banhos), cabelo-de-milho, cambuí, cerejeira, chá-de-bugre, chapéu-de-couro, cedro, cipó-cabeludo, cipó-carijó (banhos), cipó-mil-homens, dorme-dorme, fedegoso, embaúba, goiabeira (banhos), lima-da-pérsia, pita (chá e banhos), picão, mamangaba (chá e banhos), porongaba (chá), salsa (chá), santos-filho, trapoeraba, urtigão (banhos), velame-do-campo.

MEMBROS, torpor ou adormecimento: ver a causa: ativar os membros. Veja circulação e estimulantes. abútua (chá da raiz), anis (chá), erva-de-santa-maria (chá de toda planta), imbiri (chá), guiné (chá, banhos ou compressas). Ginkgo-biloba.

MEMÓRIA MELHORA DA: Ginkgo-biloba, centella-asiatica, Ginseng-Brasileiro, Lecitina de Soja, Lecitina de Soja Phytomare, Levedo de Cerveja, aveia, alfafa, catuaba, figo (comer o fruto e chá das folhas), fava (comer), feno-grego (1 colherinha de chá de pó do grão por dia), guiné (chá), lentilha (comer), margarida (chá das folhas ou flores), marapuama, mel puro, trigo, jatobá (seiva), sálvia-cidreira.

MENINGITE: inflamação das meninges. Procurar sem demora o médico; limão (tomar bastante suco), erva-moura (folhas em infusão), Maracujá, dedaleira, batata-purga (5 a 6 gramas por litro de água). Recomenda-se pôr compressas frias na cabeça, renovando-as quando esquentarem. Há gente que costuma amarrar fatias de cebola na planta dos pés ou colocar sal torrado e quente em saquinho sobre a cabeça, pimenta-malagueta (chá).

MENOPAUSA: interrupção fisiológica dos ciclos menstruais, devida à cessação da secreção hormonal dos ovários; período de cessação definitiva das regras (menstruação); açoita-cavalo (folhas), algodoeiro (casca, folhas e raiz), calêndula, carapiá (raiz), erva-de-passarinho, erva-moura, Maracujá (folhas), margarida, maria-mole, melão-de-são-caetano, pepino (um quarto de litro de suco dele sem casca, tomar por um certo tempo), erva-do-colégio ou sussuaiá (chá uns dias antes e depois das menstruações), parreirinha-do-mato, videira, (folhas nas hemorragias uterinas), trapoeraba, tília, salsa, maripuama, tarumã, salva, catuaba, caroba, agoniada, carapiá, mulungu, Cimicifuga.

MENORRAGIA: perda uterina excessiva de sangue, ocorrendo em intervalos regulares e sendo o período de perda mais duradouro que habital na mesnstruação. Excesso de fluxo menstrual; Cavalinha, bolsa-de-pastor, flor-da-noite, mil-em-rama, Óleo de Prímula.

MENOSTASE: qualquer supressão da menstruação; aipo (chá), arruda (chá fraco), artemísia, avenca, baunilha, calêndula, cabeça-de-negro (taiuiá), carapiá, salsa-de-horta, margarida, marroio-branco, Óleo de Prímula, abútua-miúda, alfazema, algodoeiro, angelicó, bucha, cardo-santo, guaiaco, jaborandi, limão, louro, manacá, melão-de-são-caetano, pipi, tejuco, timo, trevo-cheiroso, urtiga branca, vassourinha. Se o mal se prolongar, consultar um médico para determinar a causa.

MENSTRUAÇÃO abundante: Cavalinha, bolsa-de-pastor, flor-da-noite, mil-em-rama, Óleo de Prímula.

MENSTRUAÇÃO difícil: dismenorréia; alface, calêndula, iris (rizoma), joio, malva, malvaísco, maravilha (5g por xícara), mil-em-rama (planta florida), repolho (folhas, aplicar no baixo ventre), sabugueiro (flores), salsa (sementes, raiz ou folhas - 25g por xícara), agoniada, alecrim-jardim, algodoeiro, angélica, artemísia, azedeira, batata-de-purga, cainca, camomila-da-alemanha, camomila-romana, cana-do-brejo, cominho, cruá, fedegoso, funcho, hortelã, limão, losna, poejo, Óleo de Prímula.

MENSTRUAÇÃO, ausente ou suprimida: amenorréia; aipo (chá), arruda (chá fraco), artemísia, avenca, baunilha, calêndula, cabeça-de-negro (taiuiá), carapiá, salsa-de-horta, margarida, marroio-branco, Óleo de Prímula, abútua-miúda, alfazema, algodoeiro, angelicó, bucha, cardo-santo, guaiaco, jaborandi, limão, louro, manacá, melão-de-são-caetano, pipi, tejuco, timo, trevo-cheiroso, urtiga branca, vassourinha. Se o mal se prolongar, consultar um médico para determinar a causa.

MENSTRUAÇÃO dolorosa: alface, calêndula, iris (rizoma), joio, malva, malvaísco, maravilha (5g por xícara), mil-em-rama (planta florida), repolho (folhas, aplicar no baixo ventre), sabugueiro (flores), salsa (sementes, raiz ou folhas - 25g por xícara), agoniada, alecrim-jardim, algodoeiro, angélica, artemísia, azedeira, batata-de-purga, cainca, camomila-da-alemanha, camomila-romana, cana-do-brejo, cominho, cruá, fedegoso, funcho, hortelã, limão, losna, poejo, Óleo de Prímula.

MENSTRUAÇÃO, irregular ou atrasada: abútua, abacateiro (folhas secas), alfazema, agoniada (chá da casca), anis, aipo, angélica, arruda, avenca, calêndula (flor), carapiá, canela, cipó-mil-homens, cipó-são-joão, erva-cidreira, girassol (folhas), hortelã. melão-de-São-Caetano (suco das folhas), poejo, taiuiá, salsa (folhas ou sementes). Plantas que combatem as regras abundantes: algodoeiro (casca da raiz), beijo-de-moça, bolsa-de-pastor, calêndula, Cavalinha, mil-em-rama, Gengibre, verónica, zínia (folhas e flores), capim-pé-de-galinha. Veja também Emenagogas.

MERCÚRIO envenenamento por: anil, bardana. Chamar o médico.

MERISTEMA: tecido vegetal indiferenciado, do qual se originam novas células para a formação de outros tecidos.

MESOSSOMA: dobra ou invaginação da membrana citoplasmática em certas bactérias originando uma região onde se concentram as enzimas respiratórias.

METABOLISMO DE GORDURAS, distúrbios do: centella-asiatica, Alcachofra, Hepatozan (Alcachofra), Ginkgo-biloba.

METABOLISMO: conjunto de todos os processos bioquímicos implicados na manutenção da vida de um ser.

METACÊNTRICO: cromossômo metacêntrico; aquele que está dividido ao meio pelo seu centrômero.

METÁFASE: fase da divisão celular que se caracteriza pelo pareamento dos cromossômos na linha equatorial da célula.

METRITE: inflamação do útero; açoita-cavalo, aipo, agoniada, assa-peixe, baunílha, abútua, barbatimão, caroba, carapiá, Panax ginseng, Ginseng-Brasileiro, camomila, espelina, fel-da-terra, erva-moura, erva-de-passarinho, fedegoso, Gengibre, Guaco, hortelã, Hamamelis, jequitibá (banho), jaborandi (chá), joão-da-costa, maceta. nabo, pariparoba, salva-cidreira, trevo (chá), tuia (chá), velame-do-campo (chá), cruá, limão, quitoco.

METRORRAGIA: hemorragia do útero; o mesmo que uterorragia; agoniada, algodoeiro, aroeira, barbatimão, casca-d’anta, cordão-de-frade, joão-da-costa, raiz de anil, urtiga-branca, bolsa-de-pastor. Consultar um médico.

MIALGIA: miodimia; dor nos músculos; Garra-do-Diabo.

MICÉLIO: conjunto de hífas que constituem os fungos com raízes de certas plantas.

MICOPLASMA: designação comum às bactérias diminutas do gênero Mycoplasma, Gram-negativas, imóveis, sem parede celular verdadeira e que não formam esporos.

MICOSE: qualquer doença na pele causada por fungos, extrato de Própolis.

MICROGNATIA: tamanho anormalmente pequeno, ou desenvolvimento insuficiente dos maxilares, esp. do maxilar inferior; micrognatismo; atrofia da mandíbula; má formação mandibular.

MICRÓTOMO: aparelho usado para se obter cortes finos de material biológico, com o objetivo de permitir a observação microscópica.

MICROTÚBULO: cada uma das estruturas tubulares protéicas envolvidas na ação de estruturas celulares contrácteis como os cílios e flagelos.

MICROVILOSIDADE: cada uma das dezenas de dobramentos microscópicos da membrana de certas células, o que aumenta sua capacidade de absorver substâncias.

MINERALIZANTE: substância rica em sais minerais importantes para a saúde humana.

MIOMA: tumor constituído de elemento(s) muscular(es); girassol mexicano, Unha-de-Gato, echinácea, Agaricus blazei.

MIOSINA: uma das proteínas que desliza sobre a actina para produzir a contração muscular.

MITOCÔNDRIA: organela citoplasmática das células eucariontes, responsável pela respiração celular; condrioma.

MITOSE: processo pelo qual uma célula eucarionte origina, em uma seqüência ordenada de etapas, duas células cromossômica e geneticamente idênticas.

MIXO: prefixo que significa "mucilagem" ou mistura.

MODERADOR DE APETITE: garcínia, chrolella, fenchi.

MOLÉSTIAS DA PELE: cipó suma, cipó cabeludo. Ver pele.

MONOCOTILEDÔNEAS: do grego: kotyedon; cavidade em forma de taça; subclasse de angiospermas, caracterizadas por diversas propriedades, entre as quais está a presença de uma única folha de semente (cotilédone).

MONOSSACARÍDEO: carboidrato de fórmula geral cn(h2o)n, onde n varia de 3 a 7; a glicose, por exemplo, é um monossacarídeo.

MORDEDURA venenosa: coração-de-jesus, erva-de-cobra, Guaco, guapeva, limão, marupá-do-campo, paracari, saião, salva, vassoura. Recorrer ao médico nos casos graves.

MOUSSE: substância de consistência leve que serve para dar volume e forma aos cabelos.

MUCILAGEM: substância gomosa encontrada nos vegetais. Polímeros de açúcares com propriedade de diminuir irritações locais da pele e mucosas, reco com uma camada protetora. Mucilaginosa que contém mucilagem.

MUCOSA GÁSTRICA: bardana, limão, malva, mil-em-rama, poejo, trevo-cheiroso, louro-prêto, candurango, agrião, celidônia, caqui, Gengibre, paratudo, hortelã, erva-de-santa-maria, tansagem (semente), araruta, arroz (água), alguns laxantes.

MUCOSIDADE PULMONAR: agrião, angélica, avenca, cocleária, limão, língua-de-vaca, malva, Óleo de Alho, paracari, poejo, trevo-cheiroso, vassourinha, vassourinha-do-campo, verônica, angico, bananeira (suco), caraguatá, camapu, capim-pé-de-galinha, cardo-santo, casca-de-anta, cebola, coqueiro, erva-macaé, erva-terrestre, umbaúba, grandiúva, xarope de guaco, hortelã, jatobá, mil-em-rama, mostarda, pessegueiro (resina), pinheiro (resina), rábano, sempre-viva, sálvia-cidreira, tuia, verbasco, violeta.

MUCOSIDADE: líquido viscoso segregado pelas mucosas.

MULTICELULAR: pluricelular; diz-se do organismo que é formado por muitas células.

MÚSCULO DOR NOS: arnica, erva-de-santa-maria, pomada de beladona.

MÚSCULO: produto para preservar os músculos (glicogênio - polissacarídeo (C6H10O5)nformado a partir de moléculas de glicose, utilizado como reserva energética e abundante nas células hepáticas e musculares: Produto para definição e ganho muscular, resistência física, protetor muscular, dores musculares, aliviar a fadiga física e mental, recuperaração de lesões, crescimento e regeneração muscular, otimizador metabólico nos processos de geração de energia, performance atlética.

MUTUALISMO: simbiose; relação ecológica interespecífica em que há vantagens recíprocas para as espécies que se relacionam; difere da protocooperação por ser, ao contrário dela, uma associação permanente e indispensável à sobrevivência das partes.

FITOCIÊNCIA
Plantas e Ervas Medicinais - PLANTAMED

AVISO LEGAL:
Nunca use fitoterápicos sem consultar um especialista.

As informações e produtos apresentados não podem substituir uma avaliação cuidadosa por parte do seu médico de confiança. Não é nossa finalidade efetuar consultas médicas, recomendação de tratamentos ou diagnósticos via Internet.

Não é nossa finalidade comentar, analisar, ou emitir pareceres sobre diagnósticos e tratamentos. Não comentamos resultados de exames. A interpretação de um exame não é estática nem absoluta. Só deve ser feita aliada ao quadro clínico e a história do paciente. Seu médico é o único que pode interpretar seus exames.

Insistimos para que leia com cuidado e atenção todas as informações dos produtos que deseja adquirir. Não nos responsabilizamos por uso indevido dos produtos ou combinações de produtos que por ventura você possa usar. Para saber qual produto deve usar, consulte sempre seu médico.



Loja | Acerola (Vitamina C) | Agar-Agar | Alcachofra | Alga Chlorella | Alga Espirulina | Arnica | Berinjela | Betacaroteno | Bioslim Gel | Boldo | Cálcio de Ostras | Cartilagem de Tubarão | Cartilagem Peixe/Crust. | Carvão Vegetal | Cáscara Sagrada | Cogumelo-do-sol | Colágeno | Diabetes Emagrecimento | Dolomita | Ferro + Vitamina C | Fibra Psyllium | Fibras Fat Blocker | Fibras Quit Pect Psyllium | Fibras Quitosana | Gérmen de Soja | Guaraná | Lecitina de Soja | Levedo de Cerveja | Licopeno | Magnésio | Melissa | Minerais | Óleo de Alho | Óleo de Borragem+Vit E | Óleo de Germe de Trigo | Óleo de Linhaça | Óleo de Prímula | Óleo Fígado Bacalhau | Ômega 3 | Ômega 6 | Selênio + Vitamina E | StopStress | Vitaminas Diversas


By Zulmiro Fonseca Google +