Plantamed
Última Revisão: 05/01/2014 13:38:22
PÁGINA INICIAL * Plantas por Nomes: POPULARES / CIENTÍFICOS.
Fotos por Nomes: POPULARES / CIENTÍFICOS * GÊNEROS * GLOSSÁRIO * DIVERSOS * PRODUTOS FITOTERÁPICOS

Anadenanthera peregrina (L.) Speng. - ANGICO

Nome científico: Anadenanthera peregrina (L.) Speng.

Família: Fabaceae.

Sinônimos botânicos: Acacia angustiloba DC., Acacia microphylla Willd., Acacia niopo (Humb. & Bonpl. Ex Willd.) Kunth, Acacia peregrina (L.) Willd., Inga niopo Humb. & Bonpl. Ex Willd., Mimosa acacioides Benth., Mimosa niopo (Humb. & Bonpl. Ex Willd.) Poir., Mimosa parvifolia Poir., Mimosa peregrina L., Niopa peregrina (L.) Britton & Rose, Piptadenia niopo (Humb. & Bonpl. Ex Willd.) Spruce, Piptadenia peregrina (L.) Benth.

Outros nomes populares: paricá, angico-de-curtume, paricá-da-terra, paricá-de-curtume, paricá-do-campo, angico-branco, cambuí, niopó.

Constituintes químicos:
- casca e folhas: tanino;
- goma: angicose (açúcar), matérias resinosas e mucilaginosas;
-sementes: saponina.

Propriedades medicinais:
- casca: depurativa, hemostática, carminativa, emenagoga, antidiarréica, antidisentérica, antialérgica, expectorante, antitussígeno;
- goma: antiúlceras, antiinflamatória, expectorante, antitussígeno.

Indicações:
- casca: diarréia, disenteria, alergia, catarro, gases, hemorragia, pneumonia, tosse, asma;
- goma: úlceras, contusões, gonorréia, leucorréia, catarro, pneumonia, tosse, asma;

Parte utilizada: casca, goma.

Contra-indicações/cuidados: não deve ser usado internamente por grávidas e lactantes. TÓXICA. Sementes e folhas secas são alucinógenas, as folhas são tóxicas para o gado.
O uso pode provocar escoriações no septo nasal e nas mucosas da boca.

Modo de usar:
- decocção de 50 g de casca em um litro de água. Para uso externo ou adoça-se com mel e toma-se até seis colheres de sopa por dia (4 em 4 horas);
- decocção de 25 g de goma (resina) em um litro de água para uso externo ou para beber até seis colheres de sopa por dia, adoçado com mel;
- infusão ou decocção das cascas a 5% - dose máxima diária: 200 ml;
- extrato fluido - dose máxima diária: 10 ml;
- infusão de 5grs em 200 ml de água fervente (tosse ou bronquite). Tomar 3 xícaras por dia;
- pó da casca e da goma, dissolvidas em água morna açucarada: tosses, bronquites, afecções das vias respiratórias;
- infusão de 30 g de cascas em meio litro de água quente. Tomar três xícaras por dia; Externamente em gargarejos e também em lavagens vaginais nos corrimentos;
- xarope da casca: 50 g de casca em 600 ml de água com açúcar. Tome 3 colheres de sopa do xarope por dia em caso de bronquite e tosse;
- tintura: coloque 300 g de casca em 1 litro de álcool. Após 3 dias filtre e use esta tintura em caso de golpes e contusões (uso externo). Para lavagens 20 ml da tintura em 500 ml de água: leucorréia e úlceras;
- goma: dissolva 2 g de goma em água morna ou em infusão de folhas de malva adoce com mel ou açúcar: tosse e bronquite.

Algumas espécies do gênero: Anadenanthera.

Foto é encontrada em:
www.zauberpilz.com/golden/g81-90.htm

Se você tem dúvidas quanto ao significado de alguma das palavras usadas nesta página consulte no Glossário.

By Zulmiro Fonseca Google +