Plantamed
Última Revisão: 28/08/2014 16:49:56
PÁGINA INICIAL * Plantas por Nomes: POPULARES / CIENTÍFICOS.
Fotos por Nomes: POPULARES / CIENTÍFICOS * GÊNEROS * GLOSSÁRIO * DIVERSOS * PRODUTOS FITOTERÁPICOS

Cassia angustifolia Vahl - SENE

Nome científico: Cassia angustifolia Vahl.

Família: Fabaceae.

Sinônimos botânicos: Cassia senna L., Senna alexandrina Mill., Cassia acutifolia Delile, Cassia alexandrina (Garsault) Thell., Senna acutifolia (Delile) Batka, Senna alexandrina Garsault, Senna angustifolia (Vahl) Batka).

Outros nomes populares: sena, cássia, cene, fedegoso-do-rio-de-janeiro, lava-pratos, mamangá; senna (alemão), senna (espanhol), séné ou cassier (francês), senna leaves (inglês), senna (italiano).

Constituintes químicos: acetato, ácido crisofânico, ácido catártico, ácido catartogênico, açúcares redutores, aloe-emodina, antranol, antraquinona, cálcio, emodina, flavonóides como o campferol; glicosídeos naftalênicos; magnésio, mucilagens, oxalato de cálcio, pinitol; reina, reina-8-glicosídeos, reina diglicosídeo, reina antrona-8-glicosídeo; resina amarga, senosídeo A e B;

Propriedades medicinais: laxante, purgativa, carminativa, catártica, antiácido, depurativa e vermífuga.

Indicações: congestões encefálicas, cólicas biliares, constipação por inércia intestinal; excessos de bolo fecal, febre, flatulência, portadores de fissuras e hemorróidas, eliminar manchas brancas do corpo.

Parte utilizada: folhas.

Contra-indicações/cuidados: gravidez, aleitamento, crianças, enterite, apendicite, cistite, obstrução intestinal, dores abdominais de causas desconhecidas. Não associar com sais ácidos, alcalis e carbonatos alcalinos. Somente eventualmente pode ser associada com espasmolíticos como camomila e anis e drogas eméticas. Pode ser associada com gengibre e cardomomos. Não usar em exagero, nem por mais de 10 dias.

Efeitos colaterais: O uso excessivo provoca vômitos, cólicas, diarréia, congestão dos órgãos abdominais, aumento do fluxo menstrual. O uso constante pode provocar carência de potássio.

Modo de usar:
- infusão de 1 a 2 g de folhas por xícara de chá. Tomar 1 xícara ao deitar;
- folha pulverizada: 0,5 a 2 g por dose, como laxativo;
- extrato alcólico a 25%: 1,5 a 6 g por dose. Tomar ao deitar;
- tintura: 5 a 25 ml, como laxativo.
Onde encontrar: originária do norte da África, hoje é encontrada na Núbia e no alto Egito, de onde é levada para o mercado europeu. No Brasil, desenvolve-se bem na região dos planaltos de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro.

Algumas espécies dos gêneros: Senna e Cassia

Se você tem dúvidas quanto ao significado de alguma das palavras usadas nesta página consulte no Glossário.


By Zulmiro Fonseca Google +