Plantamed
Última Revisão: 05/01/2014 13:28:21
PÁGINA INICIAL * Plantas por Nomes: POPULARES / CIENTÍFICOS.
Fotos por Nomes: POPULARES / CIENTÍFICOS * GÊNEROS * GLOSSÁRIO * DIVERSOS * PRODUTOS FITOTERÁPICOS

Euphorbia tirucalli L. - AVELOZ

Nome científico: Euphorbia tirucalli L.

Família: Euphorbiaceae.

Sinônimos botânicos: Arthrothamnus tirucalli (L.) Klotzsch & Garcke, Euphorbia geayi Constantin & Gallaud, Euphorbia laro Drake, Euphorbia media N.E. Br., Euphorbia rhipsalioides Lem., Euphorbia rhipsaloides Willd., Euphorbia scoparia N.E. Br., Euphorbia suareziana Croizat, Euphorbia tirucalli var. rhipsaloides (Willd.) Chev.

Outros nomes populares: almeidinha, árvore-de-são-sebastião, árvore-do-coral-de-são-sebastião, árvore-do-lápis, avelós, cassoneira, cega-olho, coral-de-são-sebastião, coral-verde, coroa-de-cristo, dedinho, dedo-de-diabo, dente-de-cão, espinho-de-Cristo, espinho-de-judeu, espinho-italiano, graveto-do-diabo, labirinto, mata-verrugas, pau-pelado, pinheirinho, pau-liso, pau-sobre-pau; solitärpflanze (alemão), árbol de los dedos (espanhol), petroleum plant (inglês), euphorbea (italiano).

Constituintes químicos: óleos essenciais (eugenol), hidrocarbonetos terpênicos, aldeídos, látex, goma tirucalli, resina, diterpenos do tipo tigliano (ésteres de forbol) e ingenano (ésteres de ingenol), 4-desoxi-forbol e 12-O-tetradecanoil forbol-13-acetato; 12-0-(22) (4E )-octadienol-4-deoxiforbol-13-acetado; ácido 3, 3’-di-0-metil-elágico; beta-sitosterol; ácido cítrico; ácido elágico; eufol; euforona; glucose; hentriacontanol; isoeuforal; kaempferol; ácido málico; sapogenina-acetatos; ácido succínico; taraxasterol; taraxerina; tirucalol.

Propriedades medicinais: látex: antiescorpiônico e ofídio (uso interno), anti-reumático, antiasmático, antiespasmódico, antibiótico, antibacteriano, antivirótico, anti-sifílico, cáustico, cauterizante de verrugas, expectorante, fungicida, purgativo, resolutivo (no tratamento de carcinomas e epiteliomas benignos), rubefaciente, vulnerária.

Indicações: verruga, calo, câncer, sífilis, tumor canceroso e pré-canceroso, neoplasias neuralgia, cólica, asma e gastralgia.

Parte utilizada: látex retirado dos ramos.

Contra-indicações/cuidados: doses elevadas são tóxicas e podem coagular o sangue. O látex é irritante e cáustico à pele. Se o látex atingir os olhos, pode destruir a córnea. Por ser altamente caústico, o látex precisa ser diluído em água. O látex puro pode provocar hemorragia. Ésteres de forbol são estudados como agentes promotores de tumor, induzindo a formação do linfoma de Burkitt e carcinoma nasofaringeo.
O uso excessivo pode provocar: intensa queimação; pálpebras inchadas; dor ardente do globo ocular; visão borrada; erosão do epitélio córneo; acuidade visual diminuída; fotofobia e cegueira temporária. Pode ser até letal.

Modo de usar:
- Uso interno:
. diariamente, durante uma semana, em um copo de água (200ml) acrescentar 1 gota do látex. Dividir a água em 3 doses. Beber uma dose pela manhã, outra ao meio dia e a última à noite. Na segunda semana passar para 2 gotas de látex (em um copo de água), na semana seguinte passar para 3 gotas e na 4.a semana usar 4 gotas;
. 6 gotas de látex do aveloz em 2 litros de água. Tomar um copo 3 vezes ao dia;
. 1 gota de látex em 1 copo de água. Tomar 1 colher (sopa) a cada hora.
Preparar somente no momento de usar.
- Uso externo:
. dores reumáticas: passar o leite diluído 2 a 3 vezes ao dia;
. verruga e calo: pingar 1 gota do látex.

Algumas espécies do gênero: Euphorbia.

Foto é encontrada em:
Euphorbia-tirucalli.html
Euphorbia-tirucalli2.html
Euphorbia-tirucalli3.html

Se você tem dúvidas quanto ao significado de alguma das palavras usadas nesta página consulte no Glossário.


By Zulmiro Fonseca Google +