ESPINHEIRO-MARÍTIMO, Hippophae rhamnoides.
Plantamed

Busca no Plantamed, com o Google. Hippophae rhamnoides L. - ESPINHEIRO-MARÍTIMO

Nome científico: Hippophae rhamnoides L.

Família: Elaeagnaceae.

Sinônimos botânicos: Elaeagnus rhamnoides (L.) A. Nelson.

Outros nomes populares: espinheiro-cerval-marítimo e falso-espinheiro. Seabuckthorn (inglês), argousier (espanhol) e sanddorn (alemão).

Constituintes químicos: ácido málico, ácido acético, ácido cítrico, ácido quínico, ácido linolênico, ácido linoleico, ácido palmítico, ácidos graxos insaturados, ácido esteárico, ácido succínico, ácido tânico, aminoácidos, arabinose, betasitosterol, carboidratos, caroteno, carotenóides, galactose, glucose, hipofaína, isorhamnetina, kaempferol, licopeno, manitol, pectina, proteínas, quercetina, sais minerais, serotonina, tanino, tocoferol, vitaminas (C, A, B1 e B2, E, K e P), xantofila.

Propriedades medicinais: anti-cancerígena, anticarcinogênica, anticoagulante, antiinflamatória, antioxidante, antiulcerogênica, hipotensora, imunoestimulante, regeneradora, sedativa.

Indicações: queimadura, dermatite, corte, ferimento, úlcera estomacal e duodenal, câncer, doença cardiovascular, hipertensão, gengivite, doença dos olhos, convalescência.

Parte utilizada: frutos.

Contra-indicações/cuidados: não encontrados na literatura consultada.

Efeitos colaterais: não encontrados na literatura consultada.

Modo de usar:

Algumas espécies do gênero: Hippophae.