Plantamed
Última Revisão: 28/08/2014 16:49:56
PÁGINA INICIAL * Plantas por Nomes: POPULARES / CIENTÍFICOS.
Fotos por Nomes: POPULARES / CIENTÍFICOS * GÊNEROS * GLOSSÁRIO * DIVERSOS * PRODUTOS FITOTERÁPICOS

Lippia alba (Mill) N. E. Brown. - ERVA-CIDREIRA-DE-ARBUSTO

Nome científico: Lippia alba (Mill) N. E. Brown.

Família: Verbenaceae.

Sinônimos botânicos: Lantana alba Mill., Lantana geminata (Kunth) Spreng., Lippia geminata Kunth, Lippia globiflora var. geminata (Kunth) Kuntze.

Outros nomes populares: alecrim, alecrim-do-campo, alecrim-do-mato, alecrim-selvagem, camará, capitão-do-mato, chá-da-febre, chá-de-estrada, chá-de-frade, chá-de-pedestre, chá-de-tabuleiro, chá-do-rio-grande-do-sul, cidrão, cidreira, cidreira-brava, cidreira-capim, cidreira-crespa, cidreira-falsa, cidreira-melissa, cidrila, cidrilha, cidró, erva-cidreira, erva-cidreira-do-campo, erva-cidreira-brasileira, erva-cidreira-falsa, falsa-melissa, lípea, salsa-brava, salva, salva-brava, salva-do-brasil, salva-limão, sálvia, sálvia-da-gripe.

Constituintes químicos: saponinas, taninos iridóides, flavonóides e alcalóides. O óleo essencial contém geraniol, neral, b-cariofileno, metilheptenona, citronelol, geranial, borneol, óxido de cariofileno, allo-aromadendreno, cis-a-bisaboleno, germacreno D, nerol, linalol, citronelal, limoneno, isobutilato de geranilo, cubenol, trans-ocimeno; butirato de geranilo, eugenol, I-octen-3-ol, copaeno, lipiona, alcanfor, dihidrocarvona, 1,8-cineol, citral, acetato de citronelol, p-cimeno, metildecilcetona, mirceno, metiloctil-cetona, a e b-pineno, piperitona, sabineno, a-terpineol, cimol, ácidos fenólicos, a-cubebeno.

Propriedades medicinais: analgésica, ansiolítica, antiabortiva, antiartrítica, antiasmática, antidiarréica, antidispéptica, antiemética, antiespasmódica em cólicas hepáticas, anti-hipertensora, antigripal, anti-hemorroidária, anti-séptica, béquica, calmante, carminativa, diaforética, desintoxicante, digestiva, emenagoga, estomáquica, expectorante, fortificante cerebral, do útero e dos nervos, hipnótica, indutora do sono, morfética, peitoral, relaxante do sistema nervoso, sedante gastrointestinal, sudorífica, sedativa.

Indicações: afecções da pele e das mucosas, afecções hepáticas, catarro, cólica (dor de barriga), colite, dores musculares, dores reumáticas, enfermidades venéreas, espasmo, estômago, estomatite, flatulência, fluxo vaginal, gases, indigestão, insônia, laringite, náusea, recuperação pós-parto, resfriado, sistema nervoso.

Parte utilizada: folhas e sumidades floridas.

Contra-indicações/cuidados: não deve ser usada por hipotensos. Constatou-se atividade citotóxica em cachorros, utilizando extratos etanólicos a 50% por via intravenosa.

Efeitos colaterais: os efeitos tóxicos causados pela administração do óleo essencial tais como diarréia, náuseas e vômitos, só foram verificados em doses muito altas.

Modo de usar: infusão de 1 colher das de sopa de folhas frescas para cada ½ litro de água. Tomar 4 a 6 xícaras das de chá ao dia.

Algumas espécies do gênero: Lippia.

Foto é encontrada em:
Lippia-alba.html


By Zulmiro Fonseca Google +