Plantamed
Última Revisão: 28/08/2014 17:05:01
PÁGINA INICIAL * Plantas por Nomes: POPULARES / CIENTÍFICOS.
Fotos por Nomes: POPULARES / CIENTÍFICOS * GÊNEROS * GLOSSÁRIO * DIVERSOS * PRODUTOS FITOTERÁPICOS

Anadenanthera colubrina (Vell.) Brenan. - ANGICO-VERMELHO

Nome científico: Anadenanthera colubrina (Vell.) Brenan.

Família: Fabaceae.

Sinônimos botânicos: Acacia cebil Griseb., Acacia colubrina Mart., Anadenanthera colubrina var. cebil (Griseb.) Reis, Anadenanthera macrocarpa (Benth.) Brenan, Mimosa colubrina Vell., Piptadenia colubrina (Vell.) Benth., Piptadenia macrocarpa Benth.

Outros nomes populares: acácia-angico, acácia-virgem, angico, angico-bravo, angico-castanho, angico-de-casca, angico-do-campo, angico-fava, angico-preto, angico-rajado, arapiraca, cambuí, cambuí-ferro, corupa, guarapiracaí, paricá.

Constituintes químicos: taninos, corante, resina, mucilagem.
Goma: oxidasse, galactana, arabana, arabinose, angicose (açúcar), mucilagem, péptica;
Casca: tanino, corante, resina, mucilagem.

Propriedades medicinais: adstringente, antiblenorrágico, anti-hemorrágico, depurativo, expectorante, hemostático, peitoral, tônico, vulnerário.

Indicações: afecção das vias respiratórias, anginas (em gargarejos), bronquite, coqueluche (goma), contusão (tintura da casca), corrimento, corte, debilidades, diarréia, disenteria, dismenorréias, expectorante, hemorragia, hemorragias uterinas, inapetência, leucorréica (lavagens), metrorragias, raquitismo,  tuberculose, úlcera (lavagens).
goma: afecções bronco-pulmonares, bronquites, expectoração, faringites, tecidos inflamados (uso tópico), tosse.

Parte utilizada: goma, casca.

Contra-indicações/cuidados: não deve ser usado internamente por grávidas e lactantes. TÓXICA. Sementes e folhas secas são alucinógenas, as folhas são tóxicas para o gado.
O uso pode provocar escoriações no septo nasal e nas mucosas da boca.

Modo de usar: semelhantes a Anadenanthera peregrina (L.) Speng.
- decocção de 50 g de casca em um litro de água. Para uso externo ou adoça-se com mel e toma-se até seis colheres de sopa por dia (4 em 4 horas);
- decocção de 25 g de goma (resina) em um litro de água para uso externo ou para beber até seis colheres de sopa por dia, adoçado com mel;
- infusão ou decocção das cascas a 5% - dose máxima diária: 200 ml;
- extrato fluido - dose máxima diária: 10 ml;
- infusão de 5 g em 200 ml de água fervente (tosse ou bronquite). Tomar 3 xícaras por dia;
- pó da casca e da goma, dissolvidas em água morna açucarada: tosses, bronquites, afecções das vias respiratórias;
- infusão de 30 g de cascas em meio litro de água quente. Tomar três xícaras por dia; Externamente em gargarejos e também em lavagens vaginais nos corrimentos;
- xarope da casca: 50 g de casca em 600 ml de água com açúcar. Tome 3 colheres de sopa do xarope por dia em caso de bronquite e tosse;
- tintura: coloque 300 g de casca em 1 litro de álcool. Após 3 dias filtre e use esta tintura em caso de golpes e contusões (uso externo). Para lavagens 20 ml da tintura em 500 ml de água: leucorréia e úlceras;
- goma: dissolva 2 g de goma em água morna ou em infusão de folhas de malva adoce com mel ou açúcar: tosse e bronquite.

Algumas espécies do gênero: Anadenanthera.

Foto é encontrada em:
http://mobot.mobot.org/cgi-bin/search_vast?w3till=MOA-02456_001.jpg
http://mobot.mobot.org/cgi-bin/search_vast?w3till=MOA-02601_001.jpg

Se você tem dúvidas quanto ao significado de alguma das palavras usadas nesta página consulte no Glossário.

By Zulmiro Fonseca Google +